quinta-feira, setembro 30

30/09: Foto

Eu achei essa foto totalmente do nada numa pesquisa no google que não procurava por pessoas idosas nuas mas já que ela veio como um sinal eu tinha que postar aqui. Ela poderia receber vários adjetivos mas se eu ficar olhando pra ela por muito tempo eu nem sei mais o que dizer.

quarta-feira, setembro 29

Nessas últimas semanas estou com aquelas piras de me perguntar, seriamente, qual que é a dessas pessoas. Eu paro para pensar e chego a conclusão de que me rodeio de pessoas doidas, insanas, problemáticas e compulsivas, a começar por mim mesma, talvez. Não sei, parece que desde que eu me conheço por gente essas coisas me acontecem, mas agora chegou num grau maior. Eu sei que essa coisa de normalidade não existe, de qualquer forma eu não sou chegada nas pessoas comuns e caretas, mas são muitas improbabilidades que aparecem na minha vida. Tem coisas sobre mim que acho super normais, mas que todo mundo encara com uma estranheza, qual que é a desse povo?
Eu sempre quis dizer aqui nesse blog, outrora tão escolar, que eu tenho um vibrador e que isso me deixa feliz, e que apesar disso, eu não sou uma ninfomaniaca.

Obrigada.

terça-feira, setembro 28

segunda-feira, setembro 27

Filme Cult

Afinal, que é um filme cult? Segundo a mãe dos burros da internet, a tia Wikipédia (velha mania de chamar coisas de tio/tia):

filmes que agregam grupos de fãs devotos, mas que não alcançam uma fama e reconhecimento considerável [...] Geralmente são filmes de conteúdo original, e de roteiro também original, que tentam passar uma mensagem inovadora, muitas vezes de forma subliminar, de múltipla interpretação e de difícil compreensão pelo grande público (habituado a visões mais convencionais da realidade). Por assim ser, geralmente são enquadrados em filmes alternativos, filmes B e undergrounds*
* é por isso que eu digo que o cara mais underground que eu conheço é o diabo!

Eu tenho uma outra definição pra filme cult - são os filmes que indicam pra gente (pessoas que gostam de filmes B e undergrounds) e a gente assiste crente que vai abalar e na verdade não entende lhufas porque a compreensão está longe de chegar até ele... Uma definição melhor ainda é "filme cult é aquele filme que sua mãe vai assistir, vai se entendiar e não vai entender nada". Eu assisti ontem Eu sei que vou te amar. Fernanda linda, Thales lindo também, mas eu não entendi nada e não vou ficar aqui pagando de entendida ehhe

Filmes

Brilho eterno de uma mente sem lembranças - EP, GN
Volver - EP, NG
Foi apenas um sonho - EP, NG
A menina no país das maravilhas - EP, NG


LEGENDA:
EP - entendi pouco
NEN - não entendi nada
GM - gostei muito
GN - gostei normal
NG - não gostei

Sei que desvirtuei um pouco
ah foi só pra exemplificar
e deixar arquivado no acordadas.blogspot
esse blog lindo que em 20/09 completou 2 anos!!!

sexta-feira, setembro 24

e eles teriam uma linda história de amor
se não fosse eu ter ido lá e tocado fogo na cabana

domingo, setembro 5

...

Eu pensei que ia morrer sem ouvir Justin Bieber, mas ontem percebi que já tinha ouvido trocentas vezes sem saber a musica chiclete mór "Baby". Aí fiquei indignada, como alguém de 16 anos canta uma musica com o seguinte trecho:

"You are my love, You are my heart
And we will never ever-ever be apart"

Quando eu tinha 16 (e foi ontem) eu não pensava em um "amor para a vida toda", e acho difícil achar alguém que pense, mas a galerinha canta e acha muuuuuuuuuuito bonito.
Eu sei que não sou o melhor exemplo para falar dessas músicas, porque vou na "baladenha' e danço até Pussycat dolls, mas não sei se é pior falar de ralar o bumbum ou de amor adolescente que era para durar a vida inteira e comprar a "mina" com um anel:

"And I wanna play it cool, Girl I'm losing you
I'll buy you anything, ill buy you any ring "



E para um momento de descontração, porque nem tudo é só critica e seriedade, vai um site muito interessante, no qual já passei longos minutos observando:



quarta-feira, setembro 1

Ps. Em 20/09/2010 o acordadas faz dois anos, Lãri.
Dessa vez a gente não pode esquecer do bolo!!!

Pra terminar a tríade - Audioteca Sal & Luz

Audioteca Sal & Luz: Meus olhos são seus olhos

Porque a Lãri tem mania de ter uns questionamentos fantásticos por aqui - mesmo estando meio afastada :( - e acho que está na minha vez de refletir sobre algo sério, talvez. Bom, faz parte do meu show.
A Audioteca Sal & Luz é uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos, que produz e empresta livros falados (audiolivros) para pessoas cegas ou com deficiência visual, em todo o território nacional, de forma gratuita.
Confira o trabalho brilhante em: http://audioteca.org.br/audioteca.htm

Vídeo.



Off
Bom, eu não sei muito o que refletir aqui. Só que o trabalho é digno. Só essa palavra define. Sim. Ou melhor, MUITO MAIS! Por que eu nunca ouvi falar disso na tv, gente? Porque eu sei a nova música da Lady Gaga (até gosto) mas não sei que algo do tipo existe? Algo que tem inclusive a ver com a minha profissão? (Sim, vou misturar tudo aqui, isso não é um artigo, isso é um blog). Que uma organização desse tipo merece destaque de capa em revista de cidade. E não um texto de dez linhas num cantinho de "Acontece na cidade". Não sei estou confundindo. Acho a coisa mais absurdamente ridícula do mundo aquele povo feio e com dinheiro que aparece na coluna social da revista, sorrindo, fazendo a íntima (A Gabi sabe, a Iru sabe... Já reclamei INÚMERAS VEZES...) Pessoas do Brasil - atenção, isso é ridículo. As pessoas dão valor pra coisas que não merecem. E organizações dessas a gente só vê de vez em nunca aparecendo por aí. Não, não adianta também dizer que se emociona com esse tipo de coisa. Não se você só pensa em batons e esmaltes novos. Não. Isso está errado. Estamos todos errados, gente. Reflitam comigo.

(o conto mais curto do mundo?)

Bom, o outro post foi mais off.

Vamos falar de coisa diferente.
Da coisa mágica que é se interpretar frase, algum texto, algum livro do nosso próprio jeito!
Fonte: http://bibliofilmes.blogspot.com/

O tal conto (o mais curto do mundo?) linda e surpreendentemente demonstrado
em diversas e diversas versões

Cuando despertó, el dinosaurio todavía estaba allí

(Quando ele acordou, o dinossauro ainda estava lá)

Quem gosta de ler faz letras - Reflexão 1

Bom, eu sou aluna de Biblioteconomia e Ciência da Informação da UFSCar, e como não podia deixar de ser, nada melhor do que enaltecer o meu curso e a minha profissão a partir da ferramenta mais utilizada por mim (depois do orkut) desde... 2008? Hum... E claro, não há ocasião melhor do que uma tarefa de uma das disciplinas do curso. Então... let's go! Quem sabe a Larissa não se anima também e posta algo aqui pra que no mínimo eu possa saber mais sobre a profissão de cientista social, né. Porque eu ainda estou naquela comunidade não sei explicar meu trabalho, Bjs.

Vou tentar explicar meu trabalho. Ao som de Mallu Magalhães. Foi!
1 2 3... GO!

Veja bem, eu faço Biblioteconomia. Mas não, eu não fico só em bibliotecas. Mas eu sou uma bibliotecária, entende? Habilitada pra inclusive colocar livro na estante. Isso mesmo. Tirar e por, por e tirar. Livro é uma coisa muito legal, aliás. Mas não é só isso. Uma biblioteca é muito mais que livro. É pessoas interessadas e necessidades diferentes. Não é só ler. Em tempos de web 2.0 é informação até elas na casa delas e não ela indo até a informação. Não basta gostar de ler pra fazer um curso desses. Quem gosta de ler faz letras. Mas é bom gostar de ler, é bom gostar de ler pra qualquer coisa na vida, não é? É bom saber, também. É não ter preconceitos. Quem vir até mim querendo Sidney Sheldon eu tiro da estante. Quem vir até mim querendo cotação do dólar eu tiro da internet. Quem vir até mim querendo saber qual o número do Seu João da Quitanda procuro na lista. Mas não é isso, também. Não é ser responde dúvidas, não somos o Google - somos google também. É informação e não somente. Informação.... Google?

Com vocês o link com a verdade por detrás do google. VALE A PENA SABER!!!
http://www.insideyoursearch.com/